Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Fale conosco via Whatsapp: +55 15 997402138
No comando: Programação Musical

Das 00:00 às 07:00

No comando: Jornal da Nova

Das 07:00 às 10:00

No comando: Programação Musical

Das 07:00 às 16:00

No comando: Programação Musical

Das 07:00 às 23:00

No comando: Programação Musical

Das 10:00 às 17:00

No comando: Tarde Tropical

Das 16:00 às 18:00

No comando: Toca Brasil – As Mais Pedidas

Das 17:00 às 18:00

No comando: Tropical no Esporte

Das 18:00 às 19:00

No comando: Tropical à Noite

Das 20:00 às 22:00

No comando: Voz da Verdade

Das 22:00 às 23:59

Menu

Legislativo debateu questões importantes para a cidade na sessão dessa terça-feira

1 – Vereadora questiona destinação de estruturas da Praça Lecy de Campos

 

A vereadora Fabíola Alves da Silva Pedrico (PSDB) apresentou durante a sessão desta terça-feira (5), requerimento no qual solicita que o Executivo informe onde estão localizadas as estruturas das marquises (lateral, cobertura do restaurante, banheiros e cobertura do palco) que existiam na Praça de eventos “Lecy de Campos”.

 

A parlamentar questiona ainda, se existe algum projeto para reutilização das estruturas em algum espaço público, a exemplo do utilizado no Jardim Archila e no caso de comercialização ou doação das referidas estruturas, solicita cópia do procedimento administrativo (capa a capa) e informe, onde foram aplicados os recursos obtidos.

 

Fabíola quer saber também, se existe algum projeto de arborização das praças municipais em especial na Praça Lecy de Campos e de implantação de espaços que proporcionarem sombras aos munícipes em praças públicas e instalação de playground e/ou espaços de lazer para crianças.

 

2 – Vereador quer mapeamento de ruas do bairro Colinas Santa Mônica

 

O vereador Gaguinho (DEM) apresentou, durante a sessão desta terça-feira (5), requerimento, no qual questiona a atual administração, se o setor responsável poderia providenciar o mapeamento de ruas do bairro Colinas Santa Mônica, para detectar quais vias públicas ainda não possuem placas de identificação e Código de Endereçamento Postal (CEP).

 

O parlamentar solicitou ainda, a regularização das vias públicas, de forma que as mesmas sejam devidamente identificadas com placas denominativas e cadastradas com o CEP.

 

3 – Vereador pede esclarecimentos sobre atendimento aos munícipes durante a reforma da UPA Central

 

O vereador Ita (Cidadania) apresentou, durante a sessão desta terça-feira (5), requerimento no qual solicita ao Executivo, possíveis soluções para o atendimento aos munícipes que utilizam a Unidade de Pronto Atendimento Central, tendo em vista a reforma que deverá ser realizada.

 

O parlamentar solicita ainda, informações sobre como e onde deverá ser feito o atendimento aos munícipes, se o local será de fácil acesso à população e, se já foi elaborado um plano de divulgação desta reforma e sobre a possível transferência provisória das instalações do P.A.

 

4 – Vereadores questionam o custo dos pacientes que utilizam as UBS

Os vereadores Pr. Dr. Luiz Carlos (PSL) e Luciano Silva (DEM), apresentaram durante a sessão desta terça-feira (5), requerimento no qual questionam a atual administração se as determinações da Lei Federal nº 9.656, de 1998 vêm sendo cumpridas pelo Poder Executivo Municipal, e em caso positivo, questiona se tem sido cobrado das seguradoras de saúde, o custo dos pacientes que utilizam as Unidades Básicas de Saúde Municipais.

5 – Vereador questiona contrato entre o município e prestadoras de serviços funerais na cidade

 

O vereador Zelão (PT) apresentou durante a sessão desta terça-feira (5), requerimento no qual solicita que o Executivo, por meio da Comissão Municipal de Assistência Social de Votorantim (COMAS), envie à Câmara Municipal uma cópia do contrato em vigência entre o município e as duas prestadoras de serviços funerais que atuam na cidade.

 

O parlamentar questiona ainda quais são os critérios exigidos para que um munícipe possa ser beneficiado com o funeral gratuito e se, após encaminhar uma família para uma das prestadoras de serviços funerais, a COMAS realiza visita domiciliar para constatar se houve o atendimento, conforme o convênio e se a Direção da COMAS tem ciência que nem todas as famílias indicadas por ela conseguem o beneficio do funeral gratuito.

Deixe seu comentário: